SESSÃO PLENÁRIA INAUGURAL - 27 Julho

KATH WESTON

Universidade de Virginia

Weston speaker photo 400px

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Kath Weston é Professora Global na Academia Britânica da Universidade de Edimburgo e professora de antropologia na Universidade da Virgínia. O seu trabalho de pesquisa se concentra nos corpos e no que ela chama de envolvimento visceral (visceral engagement) do ponto de vista da ecologia política, parentesco, antropologia das finanças, STS (ciência, tecnologia e sociedade) e políticas de identidade Os seus livros incluem Animate Planet: Making Visceral Sense of Living in a High-Tech Ecologically Damaged World (Duke 2017), Traveling Light: On the Road with America's Poor (Beacon 2008), e Families We Choose: Lesbians, Gays, Kinship (2nd ed. Columbia 1997). O seu projeto atual na Academia Britânica é intitulado: Finanças do corpo: como uma revolução científica e uma revolução de crédito são articuladas para mudar a maneira como ganhamos dinheiro (Body Finance: How a Scientific Revolution and a Credit Revolution Combined to Change the Way We Make Money).

Perfil acadêmico.

 

SESSÃO PLENÁRIA DE ENCERRAMENTO - 30 Julho

GUSTAVO LINS RIBEIRO

Universidad Autónoma Metropolitana- Lerma, México

GLR 2017

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Gustavo Lins Ribeiro – Professor Catedrático do Departamento de Estudos Culturais da Universidade Autónoma Metropolitana–Lerma (México); Investigador Nível 3 do Sistema Nacional de Investigação (CONACYT-México). Doutoramento (Ph.D.) em Antropologia pela City University of New York (1988). Professor emérito da Universidade de Brasília (Brasil). Foi membro do Conselho Consultivo da Wenner-Gren Foundation for Anthropological Research (New York), presidente da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (2012-2014-Brasil) e da Associação Brasileira de Antropologia (2002-2004). Foi o primeiro presidente do World Council of Anthropological Associations (WCAA), da Comissão de Antropologias Mundiais da American Anthropological Association (AAA), vice-presidente da International Union of Anthropological and Ethnological Sciences (IUAES) (2009-2018), e é membro honorário. Escreveu e compilou 23 livros (incluíndo traduções) publicados em Argentina, Brasil, Camarões, China, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, Inglaterra, México. Os seus últimos livros são “La Globalización desde Abajo. La otra economía mundial” (Cidade de México, Fondo de Cultura Económica, 2015, compilado con Carlos Alba Vega e Gordon Mathews) e “Otras Globalizaciones” (Cidade de México: Gedisa/UAM-I/L, 2018). Publicou mais de 170 artigos/capítulos em português, espanhol, inglês, japonês, francês, alemão e italiano, em 22 países de todos os continentes, sobre globalização, transnacionalismo, internet, desenvolvimento e antropologia mundiais. Membro de comissões editoriais de mais de 20 revistas em Améria Latina, Europa, Canadá, EUA e China.

 

DIÁLOGO DE DUAS

MARíA ISABEL JOCILES

Universidad Complutense de Madrid, España

 MARIBEL JOCILES

 

 

 

 

 

 

 

 

Maria Isabel Jociles é professora universitária, professora e pesquisadora da Universidade Complutense de Madri desde 1991, diretora do Departamento de Antropologia Social e Psicologia Social, co-diretora do grupo de pesquisa APSYC (Antropologia das Políticas Sociais e Culturais) e do Revista Política e Sociedade.

Suas linhas de pesquisa são: novas formas de fazer família, adoção internacional, reprodução assistida com “doadores”, processos de socialização de crianças e jovens, epistemologia e metodologia de pesquisa etnográfica.

Publicações:

https://www.researchgate.net/profile/Maria_Jociles 

https://ucm.academia.edu/MaribelJociles

 

LUZIA OCA

UTAD, Portugal

foto luzia oca cuadrada

Luzia Oca González(Ribadeo, 1971), formada em Sociologia pela UniversidadComplutense de Madrid (1994), doutora em Antropologia Social pela Universidade deSantiago de Compostela (2013). Professora Assistente da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, onde leciona desde 2004. Pesquisadora do Centro de EstudosTransdisciplinares para o Desenvolvimento-CETRAD.

Antes de ingressar na carreira universitária, ela desenvolveu a sua carreira profissionalem vários projetos de intervenção social, inicialmente com a comunidade cabo-verdianada Galiza (localidade de Burela), entre 1998 e 2001, coordenando iniciativas deintegração. Posteriormente (2002-03), trabalhou como agente de igualdade no municípiode Camariñas (Corunha).

Ela tem um relacionamento próximo com Cabo Verde, onde colabora desde 2006 noplanejamento e implementação de projetos de cooperação para o desenvolvimento, naAssociação de Cooperação com Cabo Verde-ACCVE, voltada para mulheres domunicípio de Ribeira Grande de Santiago, utilizando metodologias participativas comuma abordagem de empoderamento.

Autora de vários trabalhos de pesquisa e publicações sobre a comunidade cabo-verdianada Galiza, incluindo o livro "Caboverdianas en Burela (1978/2008). Migración,relaciones de género e intervención social”, baseado na sua tese de doutorado, que ganhouo Prêmio Vicente Risco de Ciencias Sociais 2014

Os seus interesses de pesquisa se concentraram no campo da confluência "gênero emigração", nas metodologias de intervenção participativa baseadas em propostasfeministas e, mais recentemente, no campo da confluência entre "gênero e turismo"

 

 

ARIESRESOL

   Logo AIBR

 

   POTSDAM

Com o apoio de:

WGmini